domingo, 19 de junho de 2011

Um dia de princesa

Se não quiser ler a estória no blog, baixe-a para o seu computador! Clique na seta abaixo e faça o download! Só não se esqueça de comentar a sua opinião. Seja sincero!


Um dia de princesa

“Ele veio me buscar em casa de manhã, imagina o susto que levei ao acordar com uma limousine buzinando na frente da minha casa! Levantei apressada e me arrumei o melhor que pude, saí de casa correndo e encontrei o gato do Marcos Correia! O cantor do momento! O meu ídolo! Na minha porta! Com os braços estendidos para mim!
Eu havia ganhado o concurso! Um dia inteiro com o meu ídolo! Ele me levou para tomar o café da manhã em um hotel cinco estrelas da cidade. Chiquérrimo! Depois, fomos até a casa dele. A casa dele! Toda a banda estava lá, e eles tocaram para mim, só para mim. Acredita que eu quase chorei de alegria? Aproveitei e tirei várias fotos para o meu álbum.
Nós almoçamos em um restaurante lindo, e comi coisas que eu nunca imaginei que comeria, só pratos caríssimos, e ele fumou após o almoço. De tarde, fomos até o estúdio aonde ele gravava os discos, e tirei mais fotos.
À tarde nós passeamos no shopping, fomos ao cinema, nós dividimos a coca-cola e a pipoca que ele comprou. E ele ainda me levou até uma loja, comprou um vestido preto lindíssimo e uma sandália de salto alto. Fomos até uma cabeleireira que deixou o meu cabelo fabuloso e uma maquiagem de noite perfeita! Até já troquei de roupa lá, e depois que eu estava pronta, o Marcos veio me buscar usando uma calça jeans despojada e uma camisa social preta que ficou incrivelmente sexy nele!
Nós jantamos no restaurante mais badalado da cidade, um luxo total! Ele falou bastante sobre os trabalhos dele, sobre a boate aonde íamos, como ele adorava dançar e cantar, como era rico, como encantava as garotas aonde quer que fosse, e como fumava há alguns anos.
Fomos até a tal boate famosa, e nós dançamos muito! Dançamos até o meu cabelo ficar completamente bagunçado, e a minha maquiagem borrar. Fui até o banheiro retocar a maquiagem, e domar novamente o meu cabelo.
Já era de madrugada, o Marcos me acompanhou até a minha casa na limousine, e quando paramos no portão, ele me beijou. E obviamente eu correspondi. Ele sussurrou Boa noite no meu ouvido e eu me derreti no seu sorriso. Entrei em casa, e capotei cansada na minha cama.
Sabe, foi ótimo passar um dia com o Marcos, ele é extremamente lindo e charmoso... mas eu pensei bastante sobre ele, sabe? E cheguei a uma conclusão.
Ele é um bom cantor, mas como pessoa, eu esperava muito mais. Esperava que ele fosse perfeito, afinal ele era o meu ídolo. Mas que também fosse culto e inteligente, não só dinheiro, fama e luxo. Ele não quis ouvir nada sobre mim, passou o dia inteiro falando sobre ele: quem ele conhecia que era famoso, quantos carros importados tinha, em como ele ia em festas chiques todos os dias, quantas mulheres lambiam a bota dele, o quanto ele era rico para comprar uma ilha se ele quisesse! Nada sobre doar para os necessitados ou um pingo sequer de humildade.
Enquanto estive ao lado dele, percebi que eu conhecia alguém assim, alguém culto, inteligente, que gosta das mesmas coisas que eu, alguém que é muito doce e que se preocupa comigo: você.
Rafael, eu percebi que te amo. Percebi que o que sempre pensei ser só amizade, era muito mais do que isso, era um sentimento muito mais forte. Não sei como ignorei o fato que você mexe muito comigo, que olhar nos seus olhos faz com que as minhas pernas fiquem bambas, que meu chão desapareça, que meu coração bata mais rápido e mais devagar ao mesmo tempo, e que me falte ar. Eu te amo e, só percebi isso quando o meu ídolo, que era com quem eu estava mais preocupada, se mostrou alguém que não valia todo esse sentimento... que apenas você merece.”
“Você demorou para perceber isso, minha querida Carla, mas finalmente pôde ver o que realmente sente, e isso me faz imensamente feliz porque eu te amo desde a primeira vez que pousei meus olhos nos seus, e você sorriu esse seu sorriso radiante e meigo.”
Ele se aproxima dela, segura seu rosto, e a beija apaixonadamente.

Se copiar a estória, não esqueça de citar a autora (Lívia)!

2 comentários:

Shana disse...

Eu gostei da ideia, mas fiquei um pouco confusa quando a conversa - ela estava narrando pra ele? Me parecia uma carta. o_o Mas gostei que a descrição ficou bem informal, e deixou o texto mais real. Muito show! 8B
Beijosmil~

Lívia ~* disse...

Sim, ela estava narrando para ele rs
Parecia mesmo uma carta? huum.. preciso rever o conto e tentar arrumar isso então.. provavelmente vou trocar as aspas por travessões
Obrigada! *-*